MOSAICOS! ORIGINAL CONTEÚDO

  • TRF4 vai decidir se as Cataratas pertencem ao Estado ou à União

 

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA REABRE PARA ENCANTAR VISITANTES

A reabertura do Museu da Língua Portuguesa instalado na histórica Estação da Luz, na capital paulista, aconteceu 31 de julho em ato festivo, histórico e artístico, tendo como anfitrião o governador de São Paulo João Dória e equipe de profissionais e museólogos. Sua estrutura sofrera um incêndio de grandes proporções em 21 de dezembro de 2015 e teve que ser completamente reformado. O conteúdo das exposições foi revisto e ampliado e o prédio conta com novo terraço, com vista para o Jardim da Luz aos pés da Torre do Relógio, como também o reforço da segurança contra incêndio.

No começo do século passado, a Estação da Luz foi porta de entrada de imigrantes que chegaram ao Brasil, desembarcando no Porto de Santos. A reconstrução manteve os conceitos do projeto original do arquiteto Paulo Mendes da Rocha e seu filho Pedro, mas foi aperfeiçoado. Essa reconstrução foi uma iniciativa do Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado e Cultura, concebido e realizado em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Tem como patrocinador master a EDP, mais o Grupo Globo, o Grupo Itaú e Sabesp e apoio do Governo Federal, por meio da Lei Federal de incentivo à cultura que somado com o valor do seguro, totalizou R$ 85,8 milhões para reconstrução.

No ato inaugural a cantora Fafá de Belém cantou o Hino Nacional e também declamou Fernando Pessoa emocionando a todos, em especial os presidentes de Portugal Marcelo Rebelo de Sousa (que condecorou a instituição com a Ordem de Camões) e Cabo Verde Jorge Carlos Fonseca, o Ministro da Cultura de Angola Jomo Francisco Fortunato. Todos os ex-presidentes do Brasil e o atual foram convidados, compareceram Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer, que expressaram elogios ao ato cultural.

Entre 2006 quando foi inaugurado, até o incêndio em 2015, o Museu da Língua Portuguesa recebeu 39 milhões de visitantes (tive o privilégio de fazer uma visita em 2009). No local se pode aprender sobre o idioma por meio de exposições permanentes e outras 30 mostras temporárias que homenagearam nomes como Clarice Lispector, Fernando Pessoa, Machado de Assis, Cora Coralina, Rubem Braga e Guimarães Rosa, entre outros tantos da literatura da Língua Portuguesa. Hoje muito mais dinâmico, mais moderno, mais tecnológico, único do mundo para representar os 261 milhões que falam a língua em 9 países.

“A LÍNGUA É UMA ALMA FEITA DE MILHÕES DE ALMAS PELA QUAL SE AMA, SE SOFRE, SE CRIA, SE CHORA, SE RI, SE PENSA, SE ESCREVE, SE FALA.” Celebrou o presidente de Portugal.